Provo teu gosto em silêncio Como quem bebe o luar No proibido da noite Não tive medo de amar

Provo teu corpo num sonho Deste que ardem por dentro Guardo comigo, em silêncio O próprio gosto do vento…

- lisandro amaral