Como se a alegria recolhesse a mão, pra não me alcançar.

- Marcelo Camelo