O único inimigo que temos, mortalmente temido e repudiado, é a Certeza! A certeza nos afasta de tudo. Faz-nos perder o único sopro de vida que nos resta: a esperança!

- Miguel M. Abrahão na obra Pássaro da Manhã